quarta-feira, novembro 22, 2006

O que é o Amor??

Não vou falar de sonhos hoje devido ao meu estado de espírito... Amor vai ser o tema!!!

Muitas pessoas se perguntam o que é o amor, ou o que é amar???
Vou escrever o que penso sobre isso, pelo que já vivi e me tem dado dores de cabeça...
Durante os anos em que penso que vivi o amor, constatei que amor e a paciência tem de estar unidos! Com estas duas coisas acho que qualquer pessoa consegue ser feliz ao lado de outra... Como Pascal uma vez disse:"O amor tem razões que a própria razão desconhece..." Aí entra a paciência!porque o amor não é uma coisa constante, definida, concreta, simples... Para se ser capaz de amar não podemos ver a outra pessoa como ela realmente é, isto é, como ninguém é perfeito, temos que valorizar ao máximo as qualidades que gostamos nessa pessoa, e claro, adaptarmo-nos aos seus defeitos... Sinto que só quando chegarmos a velhos é que vamos conseguir amar em pleno, porque nessa altura estaremos mais estáveis e já com objectivos definidos.
Outras coisas que têm de estar aliadas ao amor é a paixão, amizade, confiança... 3 sentimentos igualmente fortes mas também difíceis de explicar, o que torna a pergunta que falo em questão quase inexplicável... Quando se pergunta o que é o Amor origina-se uma cadeia de questões também difíceis de responder, logo vêm aqui o pano para mangas para desenrolar esta questão. Outra questão que também há é aquela de “será que consigo amar uma pessoa que não olha nas mesma direcção que eu?”, ou seja, amar sem terem os mesmos objectivos ou gostos. Eu sou mais do “partido” que não, porque esses gostos ou objectivos estão já na essência de cada um e isso não é fácil mudar. Esta questão faz-me lembrar sempre aquela música do Rui Veloso em que diz assim “não se ama alguém que não ouve a mesma canção...”

Uma coisa que não quero deixar passar é que não é impossível de amar, embora eu pense que a palavra Amo-te está em vias de extinção... Não a deixem de dizer, porque ela existe, ela foi feita com algum intuito.
É pena é que essa palavra nos faça sofrer quando não a conseguimos controlar...

2 comentários:

mp disse...

eh la johny,belas palavras,sim senhor.não deixes de escrever,adoro ler o que escreves,tens imenso jeito.beijinhos de uma amiga ;)

Xana disse...

O amor é tão simples... basta que não compliquemos. Basta que nos "importemos" realmente com o outro. Se ninguém é perfeito,não temos o direito de exigir a perfeição do outro. O amor não é cego, vê até muito bem! Amar consiste em conhecer os defeitos do outro e mesmo assim aceitá-lo e às suas diferenças. Já dizia o Dr. Jeckyll: "Ama-me quando eu menos o merecer, porque será nessa altura que mais necessitarei."