quinta-feira, maio 02, 2013

1460 dias de felicidade...

Já vai algum tempo que não escrevo e decidi retomar, não para falar sobre sonhos mas sim da realidade do presente.
Quero dar destaque aos 1460 dias que estou com a pessoa que me enche de felicidade, carinho e amor e que ao longo de todos esses dias, mesmo com altos e baixos, a nossa relação foi fortalecendo até ao ponto de decidirmos trazer ao mundo um novo ser...
Dou comigo a pensar que não existe melhor prova de união e de amor que essa!!
Embora pareça que deixe o amor de lado quando estou de volta dos meus desafios profissionais e sociais nada quer dizer que ele fica para trás, pelo contrário, ele dá-me motivação para desafiar seja o que for e o que vier, é o motor para eu nunca baixar os braços e andar de cabeça levantada para enfrentar todos os problemas que aparecem.
Devo dizer que sem o amor da pessoa que amo durante estes 1460 dias seria apenas metade da pessoa que sou hoje.
Motivos para deixar de amar não existem, só existem para amar ainda mais e conquistar o impossível.
Obrigado Princesa por dares sentido à minha vida!!!

sexta-feira, setembro 07, 2007

O meu oposto...

Muitas vezes acordo a querer ser aquele homem forte, que sabe o que quer, com optimismo e seguro de si mesmo que sabe exactamente o caminho a seguir...Ser aquele que está lúcido e que pensa com razão e que não se deixa abater facilmente com sentimentalismos.

Mas depois páro e reflicto em torno de mim mesmo e vejo que me enganei...que não acordei a ser esse homem!

Acordei a ser o seu oposto...

Um homem frágil, sensivel, inseguro...à espera de ajuda de alguém a caminhar por sítios mais firmes, para não se sentir desamparado! Que possa sentir a certeza que tem alguém, que não me deixará cair e nunca irá fazer com que sinta a solidão.

Acabo por não saber o que quero ser, ou até mesmo não saber quem sou e o que sentir...

A minha cabeça é um mar de sentimentos e de constantes contradições..! Tenho motivos sem razões de ser ou até razões sem motivos.

Serei eu ou o oposto de mim mesmo??

terça-feira, julho 03, 2007

Todos os dias

Todos os dias agora acordo com alegria e pena.

Antigamente acordava sem sensação nenhuma; acordava.

Tenho alegria e pena porque perco o que sonho

E posso estar na realidade onde está o que sonho.

Não sei o que hei de fazer das minhas sensações.

Não sei o que hei de ser comigo sozinho.

Quero que ela me diga qualquer coisa para eu acordar de novo.

domingo, abril 08, 2007

A "receita" da felicidade!!!!!!

Tornei-me um homem demasiado sensível, comovo-me com coisas de nada...como por exemplo com uma criança que me sorriu, com o som da chuva a cair, com um raio de sol que apareceu depois de um dia cinzento..! Parece que tudo tem importância e tem algum valor mesmo sendo uma coisa insignificante. Isto faz-me pensar que existe coisas simples que nos fazem feliz!
Toda a gente sonha em ser feliz, e eu sonho-o constantemente várias vezes ao dia, o que acaba por ser mau para mim, porque esta luta ansiosa em busca da “receita” da felicidade acaba por me dar alguma infelicidade, talvez por não a encontrar facilmente.
Eu penso que o segredo da felicidade está no amor...Se conseguirmos pôr amor em tudo o que fazemos, dar-mos o nosso amor às pessoas que nos são importantes e “lutar” na busca do amor dessas pessoas, sim porque essa “luta” também nos dá prazer, conseguiríamos sermos felizes. Mas há uma problema no meio disto tudo..! É que todos nós somos materialistas! uns mais que outros mas todos acabamos por o ser...eu admito que também o sou e acho que não é nenhum defeito porque acaba por não ser um materialismo exagerado, o que me faz feliz ter são coisas simples e isso é bom porque vou conseguir atingir a felicidade mais depressa. Isto dá-me a esperança de que talvez consiga ser feliz antes de morrer... Vejo que estou a aprender a viver só de sentimentos e estou a aperceber-me que me está a trazer felicidade mesmo embora me sinta infeliz de vez em quando... Sinto que conseguirei encontrar a “receita” da minha felicidade.
Por isso aqui fica uma sugestão: não sejam muito materialistas e sejam mais sensíveis e sentimentalistas... O Amor , a Amizade, a Coragem e a Inteligência são a chave da felicidade, fica só a faltar a fechadura!!

segunda-feira, janeiro 29, 2007

Vale a pena..??


É preciso correr atrás dos sonhos, correr atrás dos objectivos, correr atrás da felicidade, correr atrás do amor.... é preciso lutar pelos nossos sonhos, lutar para atingir os nossos objectivos, lutar para termos alguma felicidade e lutar por um grande amor.... Por vezes cansamo-nos de correr e lutar e desejamos o impossível, que é poder andar à frente de todas estas coisas e serem estas a virem ao nosso encontro!! Porque que é que em todas as coisas que fazemos tem de haver o factor sorte e factor azar? Porque que é que a única coisa certa na vida é a morte e ainda mesmo assim me questiono se será que a vou sentir ou não? Por isso é que de vez em quando nos faltam as forças para continuar a correr e lutar por coisas em que não temos certeza de nada! a única certeza é a incerteza... Fomos todos feitos para lutar mas uns com mais força outros com menos, uns com menos agilidade que outros... Mas sabem!! de uma coisa eu sei e descobri... que aquele que correu e lutou e embora não tenha conseguido nada, é muito superior ao que não tentou, nem fez por correr e conseguiu. Está visto que vamos ter que viver sempre com a seguinte questão! “Afinal o que é que vale a pena?”

terça-feira, dezembro 05, 2006

A ânsia da saudade...

Ultimamente ando com necessidade de escrever...Eu acho que é por andar com sentimentos em demasia. Tudo o que eu sinto é forte, e esses sentimentos são tais como os ódios, as raivas, as paixões, as alegrias, as tristezas, e tudo isto é desmesurado, tão desmesurado que não cabe cá dentro. Por mais que tente e que lute não consigo controlar, acaba por não caber em lado nenhum. Parece-me então que escrever será um género de terapia que eu uso para libertar estas emoções. Se não escrevesse provavelmente seria uma pessoa frustrada, até já teria enlouquecido, teria estoirado por dentro por sentir tudo tão intensamente... Por isso escrevo e despejo assim os sentimentos que por cá vão!

[O que por aqui vai é um sentimento que já estava para escrever sobre ele há uns dias atrás, mas fiquei com tanta ansiedade que acabei por não ter calma para falar sobre ele]

SAUDADE

Saudade é o que permanece, mas não está..!
Saudade é o que fica e vai, mas vai estando..!
Podem dizer que me estou a contradizer mas a saudade é um sentimento tão nobre que tanto nos pode dar tristeza como alegria, deixar-nos ansiosos como nostálgicos... A saudade pode-se aplicar não só a pessoas como também a momentos, e é nesta última que a saudade faz que permaneça certas alegrias que vivemos e não deixa que as esqueçamos, esta para mim é a saudade boa que por vezes nos faz olhar para o passado e nos dá um sorriso com uma dor leve mas boa de sentir. A saudade quando se aplica a pessoas essa é que já não é tão boa... sentir a ausência de alguém que nos é querido, para mim é sem dúvida um dos piores sentimentos que se pode ter, quer esse alguém esteja vivo ou já tenha falecido...esta sim, maltrata o coração e até nos rouba o sorriso, o sono... é sentir o vazio, é como se nos faltasse um bocado de nós.

O bom..! Bom é ouvir dizer de alguém que tem saudades nossas, isso é o que faz de nós especiais e nos dá alegria...
Triste é não ter do que ou de quem sentir saudades, não é???

quarta-feira, novembro 22, 2006

O que é o Amor??

Não vou falar de sonhos hoje devido ao meu estado de espírito... Amor vai ser o tema!!!

Muitas pessoas se perguntam o que é o amor, ou o que é amar???
Vou escrever o que penso sobre isso, pelo que já vivi e me tem dado dores de cabeça...
Durante os anos em que penso que vivi o amor, constatei que amor e a paciência tem de estar unidos! Com estas duas coisas acho que qualquer pessoa consegue ser feliz ao lado de outra... Como Pascal uma vez disse:"O amor tem razões que a própria razão desconhece..." Aí entra a paciência!porque o amor não é uma coisa constante, definida, concreta, simples... Para se ser capaz de amar não podemos ver a outra pessoa como ela realmente é, isto é, como ninguém é perfeito, temos que valorizar ao máximo as qualidades que gostamos nessa pessoa, e claro, adaptarmo-nos aos seus defeitos... Sinto que só quando chegarmos a velhos é que vamos conseguir amar em pleno, porque nessa altura estaremos mais estáveis e já com objectivos definidos.
Outras coisas que têm de estar aliadas ao amor é a paixão, amizade, confiança... 3 sentimentos igualmente fortes mas também difíceis de explicar, o que torna a pergunta que falo em questão quase inexplicável... Quando se pergunta o que é o Amor origina-se uma cadeia de questões também difíceis de responder, logo vêm aqui o pano para mangas para desenrolar esta questão. Outra questão que também há é aquela de “será que consigo amar uma pessoa que não olha nas mesma direcção que eu?”, ou seja, amar sem terem os mesmos objectivos ou gostos. Eu sou mais do “partido” que não, porque esses gostos ou objectivos estão já na essência de cada um e isso não é fácil mudar. Esta questão faz-me lembrar sempre aquela música do Rui Veloso em que diz assim “não se ama alguém que não ouve a mesma canção...”

Uma coisa que não quero deixar passar é que não é impossível de amar, embora eu pense que a palavra Amo-te está em vias de extinção... Não a deixem de dizer, porque ela existe, ela foi feita com algum intuito.
É pena é que essa palavra nos faça sofrer quando não a conseguimos controlar...